Desenvolvimento Plataforma Pessoal #1 2


Neste momento a plataforma na qual a main deste site e a área de clientes se baseam é criada e mantida por mim, como é desenvolvida no meu tempo livre ainda há muito para fazer e para idealizar. Muita coisa poderá ainda mudar, mesmo a nível do repositório de conhecimento porque talvez não seja bem aquilo que eu queira… pelo menos em termos de aspecto vai mudar.

Agora passando ao assunto principal deste post, a plataforma de desenvolvimento.
A ideia é ter uma página de entrada onde exista informação sobre mim, os meus últimos trabalhos e os meus contactos principais.
Depois através de apenas 1 clique e com boa visibilidade exista ligação para todos os pontos essenciais; o blog, o meu portfolio, a área de clientes e o repositório de conhecimento (artigos, ferramentas, … )

O core da plataforma vai ter suporte multi-língua ( português e inglês ), apesar de não existir a possibilidade de manter os artigos, os posts e as ferramentas em ambas as linguagens mas o portfolio, a página inicial e a área de clientes serão módulos que utilizarão obrigatóriamente esse sistema.
Sistema de templates que já está quase terminado mas quero dar-lhe uns toques finais antes de sair, sistema este que publicarei também para que possa ser usado em outros sistemas por quem assim o desejar.

O core da área de clientes será separado do restante tendo apenas em comum o módulo multi-língua e o sistema de templates, pois o restantes sistema não necessita das caracteristicas que vou implementar na área de clientes, pelo menos para já não necessita da maioria dos sistemas.
Ora bem o sistema terá suporte de módulos isto porque não tenho propriamente tempo para estar sempre a fazer manutenção de um sistema que seja apenas um capricho, desta forma posso adicionar fácilmente novas funcionalidades, modificar módulos completos sem interferir com o resto do código existente. Ponto da situação, core da área de clientes, sistema de templates, sistema multi-lingua, sistema de módulos (ou sistema de plugins como preferirem chamar-lhe), depois necessita de um gestor de bases de dados, será core built-in e de momento só vejo necessidade de desenvolver algo com suporte a MySQL porque é (talvez) o sistema de bases de dados usado na maioria dos webservers que por ai andam; de um sistema de segurança que fará todo o tipo de verificações, modificações, alertas, etc., sistema de logs, porque eu gosto de ter tudo certinho gosto de saber o que está a falhar, o que precisa de ser mudado, e também possíveis tentativas de hacking feitas ao sistema, ao fazer log tenho uma margem de manobra maior, podendo através da análise do padrão de tentativas de hacking, corrigir erros que possam existir antes de serem explorados, um sistema de parsing fixo, com possibilidade de receber extensões através de plugins.

Para já são estas as ideias a desenvolver… Ainda há muita coisa para estruturar e para pensar mas estas são as guidelines que tenho de momento e que servirão de orientação ao trabalho.

Sugestões? Comentários? Criticas? Agradeço! 😉


Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

2 thoughts on “Desenvolvimento Plataforma Pessoal #1

  • Nazgulled

    Copioso 😛

    Eu estou a fazer algo parecido, a verdade é que já comecei há bastante tempo mas nunca mais peguei no dito cujo.

    Que tipo de sistema de templates estás a fazer? Não sei se viste o que eu publiquei em tempos na revista P@P… Queria ver se um dia melhorava um pouco aquilo e adicionava-lhe uns extras e depois também ia publicar aquilo no meu sitezeco. Mas se o teu for melhor que o meu e/ou satisfizer melhor as minhas necessidades, talvez use o teu. Para quando sai isso? 😛

    E outra coisa a cena damulti-lingua. Isso também é um problema grave para mim e tipo. O meu site de momento está em duas línguas, no fundo, tenho o mesmo conteudo em duas pastas diferentes e é só escolher qual usar. Isto para o site, para o wiki e para o blog, talvez te possa ajuda…

    No wiki e visto que estas a usar o DokuWiki como eu, eu uso URLs tipo wiki.nazgulled.net/{LINGUA}/articles/nome-do-artigo, porque não fazes o mesmo (ou algo semelhante)? O único problema é que pode ser chato escrever sempre o conteúdo em duas línguas, eu que o diga, ainda me falta traduzir várias coisas de uma versão para a outra.

    Para o blog, é mais complicado e não te possa dar uma sugestão concreta. Mas a verdade é que eu já fiz uma pesquisa enorme sobre o assunto e há plugins para ter um blog multi-lingua. Mas dão um bocadinho de trabalho a configurar tudo como deve ser para ficar tudo certinho. Existem vários, uns melhores que outros, alguns vão além de um simples plugin para ter o blog multi-lingua ao melhor nível possível. É uma questão de procurares, isto se quiseres. Não te posso ajudar mais porque eu só investiguei, ainda não fiz nada para o meu. Mas procura or XLanguage ou Language Switcher, são ambos para o WordPress.

  • João Pedro Pereira Post author

    Pretendo lançar o sistema de templates ainda este ano 2008, dentro de uma semana os trabalhos e os testes terminam e vou tentar lançar uma versão para obter algum feedback.

    Ora o sistema de templates que eu tenho no momento é algo parecido com o que a dokuwiki tem, no entanto como eu não uso register globals e eles usam-nas imenso cria muitas diferenças, por exemplo, eles passam muitas register_globals lá pelo meio das funções deles para as coisinhas e eu passo os campos através de class::funções o que fica na minha opinião muito mais bonito, no entanto, não gostei desta primeira versão e vou mudar muitas coisas.

    E o que mais me desgosta neste momento é que só tenho templates simples de uma página, isto é, um template para o backend e outro para o frontend, coisa que quero mudar ou seja tornar mais personalizável, ou seja permitir ter mais que um template, para permitir mais mabealidade ao programador / designer.

    Quanto ao teu sistema de templates que está na 9a edição da Revista Programar não conhecia e estive agora a dar uma vista de olhos, e, pessoalmente, não gosto desse tipo de sistemas de templates (smarty style). Mas gostei das classes que vi por exemplo, o que tu fazes para passar o título da página, e alguns estilos é como eu faço para passar o título e algumas, estilo não passo nada da maneira que tu fazes, porque isso está tudo definido nos ficheiros externos que contêm o CSS. Achei interessante isto:

    $BTS­>TemplateLoad(array(
    ‘idx’ => “idx.html”,
    ‘li’ => “li.html”)
    );

    Torna as coisas mais costumizáveis…

    Mas não se pode tornar obsoleto em sites de maior porte… Não?

    Quanto aos sistemas multi-lingua, o grande problema é mesmo o ter de escrever tudo duas vezes, não me importava de ter os conteúdos em inglês e português mas na verdade gasta-se mais tempo que podia ser usado a escrever outras coisas diferentes…

    Não entedi é como fizeste para meter com multi-lingua no DokuWiki.

    Quanto ao blog, vou informar-me sobre esses plugins que indicaste.

    Muito obrigado Nazgulled.